Logo

Policiais Civis de Pernambuco aprovam paralisação em busca de reajuste salarial

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Nesta terça-feira, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) deliberou, por meio de votação, uma paralisação de advertência com duração de 24 horas, abrangendo todas as operações policiais no estado a partir das 7h da quarta-feira. A motivação principal da categoria é a busca por um reajuste salarial visando corrigir distorções, especificamente pleiteando que seja destinada à base o equivalente a 60% do salário dos delegados.

Após uma reunião com secretários executivos da Casa Civil, o governo propôs a abertura de uma mesa de diálogo em 7 de março para iniciar as negociações com cada categoria da Polícia Civil. No entanto, Áureo Cisneiros, presidente do Sinpol, expressou sua insatisfação com a data, alertando sobre a necessidade de precaução para evitar decisões precipitadas.

A proposta de data apresentada pelo governo foi rejeitada pela categoria durante a assembleia, que votou favoravelmente pela paralisação de advertência de 24 horas. Tal medida inclui a interrupção de todas as operações, inclusive o registro de Boletins de Ocorrência, até a cidade de Petrolina, conforme declarado por Áureo. Uma nova assembleia está agendada para as 7h desta quarta-feira, em frente ao Instituto Médico Legal (IML) no Recife.

O protesto realizado na terça-feira contou com a presença de representantes de diversas categorias da polícia civil, como peritos criminais, médicos legistas, polícia científica, papiloscopistas, escrivães e delegados. O grito de guerra dos manifestantes era claro: “Se não valorizar, a polícia vai parar.”

Uma segunda manifestação está programada para 6 de fevereiro, terça-feira anterior ao carnaval, com o objetivo de deliberar sobre a possibilidade de deflagração de greve e implementação de operação padrão no estado. Um dos representantes sindicais afirmou: “A pressão vem de todos os lados. Se não houver negociação, a polícia vai parar.”

O Sinpol não descarta a possibilidade de uma greve durante as festividades de carnaval em Pernambuco, considerando que a abertura oficial ocorre em 8 de fevereiro, no Recife.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

PUBLICIDADE

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img