Deputado André Janones explodiu com assessores: “Débil mental, burro e incompetente”

0
156

Acusado por assessores de promover um esquema de rachadinha em seu gabinete na Câmara, o deputado André Janones já havia sido gravado xingando a sua própria equipe durante a campanha eleitoral de 2019.

Entre os adjetivos usados pelo então candidato para se referir aos assessores estava “débil mental”, “burro” e “incompetente”. Um dos alvos principais das críticas de Janones era seu primo, Mac, a quem chegou a classificar como “um merda”.

Os aúdios de campanha aos quais a coluna teve acesso mostram um episódio em que Janones ameaça invadir, com o carro, o estúdio onde gravava seu guia eleitoral. O motivo seria a dificuldade de sua equipe em localizar as chaves do prédio.

“Vou entrar com o carro e derrubar o portão. Eu não vou assistir ao que estão fazendo com a minha campanha. Eu não vou. Gente incompetente e burra não tem a chave do estúdio. Falou que tá com você. Eu tô indo lá quebrar o estúdio”, ameaça Janones, em meio ao ataque de fúria.

Em outro trecho das gravações, o deputado afirma que “não aguenta mais débil mental” ao lado dele. No áudio, é possível ouviur Janones batendo na mesa enquanto fala.

“Eu não estou dando conta mais. É só débil mental do meu lado. Eles não dão conta de nada. Eles não sabem fazer nada. Eles não sabem pegar um copo de água. Eu estou enlouquecendo. Esse povo vai me matar. Eu não estou dando conta de gente débil mental. Eu não estou exigindo criação não. Eles não têm cérebro. É oco. Eu não dou mais conta de gente assim do meu lado mais não”, esbraveja.

“Eu estou saindo, chamo o Mac lá fora: ‘Mac, a chave do estúdio’. Era pra dizer: ‘Não sei. Eu vou atrás. Não está comigo não’, e ir atrás. Mas não. Que merda que é essa? Como é que um inferno desses quer ser prefeito de Ituiutaba daqui dois anos? Só fala em roubar, em fechar zona quando ganhar. Eu não quero do meu lado. Você pede coisa banal, pegar a chave do carro. Não dá conta. Eu não tô pedindo pra criar um texto pra mandar pra gráfica. Eu pedi pra pegar uma chave. Eu quero uma pessoa dessas pra quê?”, questiona Janones.

“Eu falo: ‘Mac, tô indo pra o estúdio’. Ele: ‘Você já almoçou?’. ‘Já! Tô indo pro estúdio! Campanha! Deputado federal! Você é um merda! Você tá tendo sua última chance de mudar sua vida!’. ‘Ah, ah tá. Vai lá’. Eu saí dirigindo sem carteira! Como o cara me deixa ir dirigindo sem carteira? Da hora que chega, até a hora de ir embora é assim. Todos são assim”, reclama o deputado.

Janones foi gravado em 2019, no início do seu primeiro mandato como deputado federal, cobrando parte dos salários dos assessores para recompor seu patrimônio, “dilapidado” na campanha de 2016. Naquele ano, o deputado disputou a prefeitura de Ituiutaba, mas saiu derrotado.

“O meu patrimônio foi todo dilapidado. Eu perdi uma casa de R$ 380 mil, um carro, uma poupança de R$ 200 mil e uma previdência de R$ 70 (mil). Eu acho justo que essas pessoas também participem comigo da reconstrução disso. Então, não considero isso uma corrupção”, disse Janones.

Fonte: Metrópoles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here