Logo

Buíque tem ruas e avenidas alagadas durante chuvas de verão

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

As recorrentes chuvas de verão em Buíque têm revelado a fragilidade do sistema de saneamento na cidade, que, mesmo recebendo manutenção durante o período de estiagem, não é capaz de suportar a intensidade das precipitações. Ruas e avenidas cruciais, como as renomadas Jonas Camelo de Almeida Neto e Jose Emilio de Melo, além das vias Cleto Campelo e Osorio Galvão, figuram como pontos críticos de alagamento.

Na tarde desta segunda-feira (21/11), após aproximadamente 20 minutos ininterruptos de chuvas intensas, a previsível falta de capacidade de escoamento do sistema de saneamento voltou a resultar em alagamentos. Este cenário já se tornou uma constante a cada trovoada que atinge a cidade, causando transtornos significativos à população, especialmente aos residentes das ruas Cleto Campelo e Osorio Galvão.

O problema reiterado demonstra a necessidade urgente de uma revisão e aprimoramento do sistema de saneamento em Buíque. As consequências dos alagamentos vão além dos transtornos imediatos, afetando a qualidade de vida dos moradores e a infraestrutura local. Especialistas alertam que medidas eficazes são cruciais para evitar danos maiores e garantir a segurança e bem-estar da comunidade. A falta de vazão suficiente para escoamento, mesmo após intervenções de manutenção, evidencia a precariedade do sistema diante das demandas climáticas da região.

A administração municipal continua fazendo investimentos significativos em infraestrutura para enfrentar esse desafio, buscando soluções que assegurem um sistema de saneamento robusto e eficiente.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

PUBLICIDADE

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img