Itaíba recebe os últimos ajustes para as comemorações dos seus 61 anos de emancipação política programada para acontecer nesta sexta feira (28)

0
351

A história de Itaíba começa no início do século XIX, quando a cidade era um vilarejo chamado Pau-Ferro localizado em torno da capelinha de Nossa Senhora da Conceição e pertencia ao distrito de Águas Belas.

Seu nome foi modificado para Itaíba por proposta da Comissão Administrativa do Estado, conforme costume da época de se utilizarem nomes tupis para os nomes das vilas e cidades. Assim, o nome Pau-Ferro foi convertido para o tupi através da junção dos termos itá (pedra, metal) e iba (planta, árvore, fruto.

Criado em 1958 e instalado em 28 de abril de 1962, sua economia por décadas foi sustentada na exploração agropecuária, tendo a agricultura de subsistência através da   exploração do milho e feijão.

Ás vésperas de completar 61 anos de emancipação política e se preparando para comemorar seu aniversário em alto estilo com uma programação que começa com uma missa em ação de graças e finaliza com shows de Zé Vaqueiro e Felipe Amorim, nesta sexta-feira (28) Itaíba será   centro das atenções e devendo atrair multidões que irão se juntar a Regina Cunha prefeita do município para comemorar a data a altura que Itaíba merece.

Com tudo quase pronto, profissionais das mais diversas áreas estão cuidando dos ajustes finais, a exemplo dos alunos que compõe  a banda marcial que ganharam a missão de ensaiar suas apresentações  durante a abertura das comemorações que irão acontecer durante o dia que a cidade festeja seus 61 anos de emancipação politica.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here