Logo

Ônibus contratado para transporte escolar da Pedra pega fogo e vira cinzas na zona rural do município.

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

No início da tarde desta terça-feira,28 de fevereiro, um ônibus que transportava alunos do distrito Poço do Boi e Sitio Caju sentido a cidade da Pedra no agreste Pernambucano pegou fogo num trecho de uma estrada vicinal naquele município causando pânico e medo a seus ocupantes.

De acordo com as informações, e segundo áudios das mães dos alunos vazados nos grupos de mensagens, no momento em que perceberam que o ônibus começo a pegar fogo, alguns alunos que estavam sendo transportados, em pânico desceram do veículo deixando suas bolsas e objetos pessoais que se transformaram em cinzas devido as chamas.

Em outro áudio, relatos dão de conta que uma mulher que estava dentro do ônibus chegou no sindicato chorando e se tremendo após presenciar a cena de terror que foram os alunos descendo e também chorando com medo de ser atingidos pelo fogo e estilhaços dos vidros que eram quebrados pelo alto calor do fogo.

Em mais um áudio, desta vez provavelmente um pai de aluno reclama da falta de revisão do ônibus e que não tem condições dos alunos ser transportados porque alguns dos ônibus que serve de transporte escolar estão em estado de má conservação, e alguns deles derramando óleo.

Por fim, outra mulher indignada ressalta que vai procurar a polícia para mostrar um áudio onde segundo ela, ao cobrar uma posição da situação ao chefe de transportes, foi  desrespeitada com palavras de baixo calão.

As regras em relação ao transporte escolar são estabelecidas e monitoradas com base no Código de Trânsito Brasileiro, DETRANs e leis municipais vigentes. Em geral, elas podem ser classificadas em duas categorias: veículos e condutor.

Em relação aos veículos, todo veículo prestador de transporte escolar deve:

  • Estar registrado como tal junto ao DETRAN do Estado onde a atividade está sendo exercida;
  • Serem submetidos à inspeção pelo menos duas vezes ao ano, quando serão verificados os itens obrigatórios como cintos de segurança e retrovisores, entre outros.
  • Exibir a faixa amarela com a inscrição “ESCOLAR” à meia altura e em toda a extensão das partes laterais e traseira da carroceria do veículo;
  • Possuir equipamento registrador instantâneo de velocidade e tempo, inalterável e em perfeitas condições de uso;
  • Possuir lanternas de luz branca, fosca ou amarela dispostas nas extremidades da parte superior dianteira e lanternas de luz vermelha, na extremidade superior da parte traseira;
  • Possuir cintos de segurança independentes e em perfeitas condições de uso em cada assento;
  • Ser autorizado pelo DETRAN e ter o documento afixado na parte interna do veículo, em local visível, contendo o número máximo de passageiros permitido pelo fabricante;
  • Respeitar o limite máximo de passageiros permitido pelo fabricante do veículo.

Além das exigências relacionadas ao veículo de transporte escolar, todo condutor deve:

  •  Ser maior de 21 anos;
  • Ser habilitado pelo Detran na Categoria D;
  • Estar isento de qualquer infração gravíssima ou ser reincidente em infrações médias durante os últimos 12 meses; Ser aprovado em curso de especialização;
  • Estar em dia com o exame toxicológico de larga janela de detecção..
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

PUBLICIDADE

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img