Logo

Chuvas deixam moradores da zona de Buíque rural ilhados

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

As fortes chuvas que caíram e tomaram de conta de toda a região no dia e noite desta terça feira, (29)   foram as maiores registradas nos últimos anos.

Em Buíque no agreste do estado, o índice pluviométrico medido pelo Instituto Agronômico de Pernambuco registrou uma precipitação de 149.0 milímetros em apenas 24 horas, o que foi o suficiente para barragem do Mulungu se preparar para voltar a verter pela segunda vez no mesmo ano.

Enquanto isso, na zona rural do município, na região da ribeira os rios Ipanema e Mororo   voltou a ter suas passagens molhadas inundadas pelas águas deixando ilhados os moradores que tiveram de aguardar a vasão d’água baixar para poder passar de um lado para o outro.

Na sede do munícipio, ruas voltaram a ficar alagadas e algumas casas e prédios públicos inundados.

Em Arcoverde, as chuvas provocaram vários danos por toda a cidade e zona rural. Ruas alagadas, casas invadidas pelas chuvas, calçamentos arrancados e na zona rural, como na Malhada 2, os moradores ficaram isolados devido ao grande volume de chuvas.

Na Boa Esperança, várias ruas ficaram alagadas e moradores viram as águas entrarem suas casas. No São Geraldo, moradores chegaram a perder móveis e eletrodomésticos devido as águas que invadiram suas casas. Os problemas ocorreram por toda a cidade diante de um volume tão grande de chuvas como nunca visto.

Fonte: Folha das cidades

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

PUBLICIDADE

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img