Aurelina Cabral, Secretaria Municipal de Assistência Social emite nota esclarecendo acusações infundadas da vice-presidente da Associação PROVIDA

0
255

INAJÁ: Através da sua assessoria a Secretária de Assistência Social de Inajá, Maria Aurelina Cabral, vem à público esclarecer as acusações infundadas e irresponsáveis da vice-presidente da Associação Cláudia Leal, à cerca dos repasses referentes as parcelas oriundas de Emendas Parlamentares destinadas ao custeio das ações da entidade.

A PROVIDA, recebeu recursos de Emendas que são liberadas através do Fundo Municipal de Assistência Social. O processo do repasse acontece mediante a aprovação da prestação de contas da parcela anterior, que é apresentada ao Conselho Municipal de Assistência Social, órgão responsável pelo controle social no município.

Porém é necessário que todas as comprovações das despesas sejam apresentadas. Após a apresentação de toda documentação, o Conselho analisa, dá o parecer e aprova ou não.

Em momento algum a Prefeitura, a Secretaria de Assistência social dificultou o repasse dos valores.  É função do Conselho analisar a prestação de contas e sempre foram encontradas inconsistências na comprovação das despesas, inclusive identificados alguns itens de consumo incompatíveis com o desenvolvimento do projeto, mesmo assim foram solicitadas justificativas, que foram apresentadas e reanalisadas pelo conselho.

Não é o caso da parcela em questão, que será analisada e possivelmente aprovada em reunião ordinária agendada para a próxima quarta – feira, dia 09 do corrente mês.

É fato que vem acontecendo inúmeros episódios constrangedores por parte da vice-presidente da PROVIDA, Cláudia Leal, a mesma na ânsia para que o repasse seja efetuado e sempre alegando problemas pessoais, tem ofendido os Conselheiros municipais, a Secretária de Assistência Social, o Prefeito e seus familiares, com palavras desrespeitosas, fazendo insinuações e até ameaças, sem o mínimo de educação e ética, mostrando um exacerbado despreparo para o cargo que assume.

Além de invadir a privacidade das pessoas através de telefone, em grupos de trabalho, incomodando até os familiares dos conselheiros, além de criar grupos de WhatsApp com pessoas da sociedade em geral com o intuito de denegrir a imagem da Secretaria e da Prefeitura.

Por fim a Secretaria de Assistência Social, Maria Aurelina Cabral, juntamente com os conselheiros, deixam muito claro que não existe nenhum interesse em prejudicar a Instituição PROVIDA, inclusive sempre colaborou orientando a equipe da Provida a elaborar os documentos a serem apresentados.

Reforça ainda que o papel de todos é zelar pelos recursos públicos para que sejam utilizados conforme foram aprovados e dentro dos princípios da administração pública que são: a eficiência, a impessoalidade, a legalidade, a moralidade e a publicidade, através da transparência.

Fonte: Ascom  Prefeitura de Inajá-PE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here